Enfrentar dificuldades e ser resiliente

Enfrentar dificuldades e ser resiliente

Enfrentar dificuldades e ser resiliente

Felizmente não existe um único caminho para cada ser humano seguir e sentir-se realizado quer seja no plano pessoal quer no profissional.
Cada um vai construindo a sua rota com desvios e mudanças, de acordo com as escolhas perante as dificuldades e oportunidades que vão surgindo no dia-a-dia.
Cada pessoa constrói o seu sonho de vida e aspira consegui-lo, estabelecendo os planos e metas que pretende alcançar. No entanto, como a caminhada dia a dia é muitas vezes difícil, ocorre um afastamento entre os objetivos estabelecidos e as conquistas realizadas.
Esse distanciamento leva com frequência a uma desmotivação e muitas pessoas reclamam referindo que o “destino não foi generoso” ou que “o sol quando nasce não é para todos”.
Nos tempos conturbados e difíceis que vivemos é fundamental desenvolver as capacidades para superar as adversidades da vida e acreditar nas possibilidades e potencialidades de cada um.

Se quer ser mais resiliente desenvolva estas práticas.

1. Gestão adequada das emoções

É muito importante manter a serenidade e o distanciamento numa situação de stress e de dificuldade. A pessoa resiliente domina as suas emoções e não fica manietada por elas. Adquirindo esta prática não se desgasta nem desgasta emocionalmente os que com ela convivem quando enfrenta momentos difíceis e de grande tensão. Para o conseguir é muito adequado desenvolver técnicas de relaxamento e de meditação.

2. Controlo dos seus impulsos

Todos temos presente situações onde reagimos de forma impulsiva e fizemos ou dissemos coisas das quais nos arrependemos de imediato. Por isso sabemos que é muito importante saber contar até 10 antes de responder para evitar uma resposta impensada ou inadequada que pode despoletar situações ainda mais graves. Assim aumenta a sua inteligência emocional e a sua capacidade de adaptação!

3. O Cultivar da esperança

Uma pessoa resiliente acredita que é sempre possível mudar para melhor e controlar o destino da sua vida. É fundamental cultivar a esperança e desenvolver uma atitude mental positiva e otimista com mensagens como por exemplo “eu sou capaz”, “eu vou conseguir”, “eu já ultrapassei tantos obstáculos na minha vida e este será apenas mais um” ou “eu sou realmente uma pessoa única e extraordinária”.

4. Avaliação do contexto

A pessoa resiliente procura descobrir quais as causas dos problemas e das adversidades para poder lidar melhor com as circunstâncias e evitar situações de maior risco. É muito importante avaliar com algum distanciamento o contexto e planear as ações a desenvolver de forma equilibrada e organizada.

5. Desenvolvimento da empatia

Quando conseguimos compreender as emoções e os sentimentos envolvidos nas nossas relações interpessoais, estas são mais profundas e harmoniosas. Esta capacidade de nos colocarmos “no lugar do outro” aproxima e torna a relação muito mais profunda e completa alargando a nossa visão do mundo.

6. Confirmação das nossas capacidades

Nas adversidades é muitas vezes necessário buscar todas as energias para superar os obstáculos e alcançar os objetivos que escolhemos.

É pois necessário buscar todos os recursos internos e externos e muitas vezes ir ao arsenal das nossas vivências, para a confirmação das nossas capacidades e à nossa experiência que a vida foi documentando.

7. Procurar a ajuda necessária

Nesses momentos é também muito importante pedir ajuda a quem se relaciona connosco. Poderemos obter a validação externa das nossas capacidades das pessoas que nos conhecem e nos podem apoiar. Esse apoio pode vir de um amigo de verdade ou de um profissional, como um Coach que objetivamente, com o distanciamento necessário nos ajuda a ver para além do nevoeiro que a situação por vezes apresenta.

Não teremos que ser super-homens ou super-mulheres!

Leave a comment

Name
E-mail
Website
Comment